Campeonato Paulista 2010


Todos esperavam mais uma vitória do Santos no Pacaembu para coroar o titulo do Paulistinha.

 O Santo André seria apenas um esforçado coadjuvante numa tarde de domingo.

Mas o futebol mostra que a história se escreve dentro do campo e não fora dele.

O Ramalhão logo aos 30 segundos deu o tom do que seria o jogo final, com o gol de Nunes.

Neymar marcou, mas, o empate não foi suficiente para esfriar os ânimos e a vontade do time do ABC.

O arbitro Sálvio Spinola, como sempre, tratou de aparecer ao expulsar Leo e Nunes por uma discussão normal de jogo.

O Ramalhão foi para cima e marcou o segundo com Alê.

Neymar mais uma vez deixou tudo igual.

Marquinhos em um momento “anta” deu uma entrada criminosa em Branquinho e também foi expulso.

Ainda no primeiro tempo Branquinho deixou o Ramalhão mais uma vez na frente do placar.

A segunda etapa foi equilibrada, até Roberto Brum brecar um contra-ataque do adversário e receber o vermelho.

Com apenas 8 jogadores em campo, o Santos viveu seus 10 minutos mais dramáticos dos últimos tempos, com direito a bola na trave de Rodriguinho aos 46.

No apito final do péssimo Sálvio Spinola, o torcedor do Santos pode finalmente explodir de emoção e comemorar o merecido titulo do Paulistinha, seu décimo oitavo na história da competição regional.

Destaques:

No Santo André, aplausos para o conjunto, time muito bem montado pelo bom Sergio Soares, que não a toa já foi consultado por uma grande equipe do Brasil e pode mudar de ares no segundo semestre.

Branquinho, Bruno Cesar e Rodriguinho foram os destaques individuais durante a competição.

No Santos, o Técnico Dorival Junior teve méritos ao montar um time ofensivo e acreditar no potencial de Neymar, Ganso e André.

Embora tenha ido mal no jogo decisivo, por todo o  campeonato, o treinador Santista merece o reconhecimento.

Neymar foi o artilheiro da equipe e mostra que tem potencial para se tornar um dos grandes atacantes do futebol mundial.

Precisa em alguns momentos ser mais objetivo e parar de se jogar em quase todas as divididas.

Robinho veio para dar a experiência ao ataque Santista e desempenhou bem seu papel.

André começou o campeonato como o patinho feio entre os garotos, mas aos poucos foi impondo seu jogo e mostrou ser um atacante oportunista.

Arouca foi um verdadeiro monstro na marcação, com um time ofensivo como o do Santos conseguiu desempenhar com louvor o papel de marcador além de apoiar o ataque com muita qualidade.

Deixei Paulo Henrique Ganso por ultimo.

Se Robinho é um jogador consagrado e badalado, se Neymar mostrou que tem potencial para ser um craque no futuro, PH Ganso mostrou durante todo o campeonato e principalmente no jogo decisivo, que já é craque!

Jogador que aos 21 anos, se mostra maduro, com uma visão de jogo muito acima da média, com personalidade ao se recusar ser substituído por sentir, em campo, que estava sendo importante para equipe (quebrando o galho do treinador que corrigiu o erro).

Para mim, Paulo Henrique Ganso é o nome do campeonato Paulista.

Joga o futebol de antigamente!

Dunga, o nome que falta em sua lista é esse!

Paulo Henrique Ganso!

Veja este post também em meu novo site no KIGOL – kigol.com.br/mlima

O Santos saiu do Pacaembu com uma mão e meia na taça do Paulistinha.

Com a vitória por 3 a 2 contra o Ramalhão, os meninos da Vila podem até perder por 1 gol de diferença na próxima semana.

O jogo deste domingo mostrou um Santo André guerreiro e brioso.

No primeiro tempo o Ramalhão foi melhor e virou na frente surpreendendo a todos, com um gol de Bruno Cesar em falha do goleiro Felipe.

Mas depois de 15 minutos ouvindo cobras e lagartos do técnico Dorival Junior, os meninos do Santos voltaram para a segunda etapa mostrando o futebol que encantou o Brasil.

As triangulações, tabelinhas, objetividade e agressividade, voltaram a fazer parte do repertório.

André, e Wesley duas vezes, trataram de deixar o Santos muito próximo do titulo.

O Santo André, mesmo com um jogador a menos, não desistiu e no final da partida foi premiado com um gol do bom atacante Rodriguinho.

Gol que ainda da uma pequena esperança ao time do ABC, que terá que vencer o jogo final por dois gols de diferença para conquistar pela primeira vez o titulo regional.

Sinceramente, acho que a fatura está liquidada.

E você amigo leitor, acredita em milagre?

Conheça meu novo blog no KIGOLkigol.com.br/mlima

Deixe seu comentário sobre os jogos deste fim de semana.

Santos x São Paulo na Vila Belmiro.

Santo André x Prudente em Santo André.

Flamengo x Botafogo no Maracanã.

E muito mais pelo Brasil.

O espaço é seu, opine.

Visite meu novo blog no Kigol (kigol.com.br/mlima)

João Paulo Jesus Lopes, além de ser diretor de futebol do São Paulo é vice secretário de estado do governo Paulista (Transportes Metropolitanos).

Nesta entrevista exclusiva e esclarecedora, ele fala não só do São Paulo e da taça das bolinhas, como também da polêmica questão envolvendo o Morumbi na Copa de 2014.

Acompanhe.

ML – Como o São Paulo recebeu a informação de que o árbitro do jogo de hoje (José Henrique de Carvalho) mesmo suspenso pela CBF foi escalado pela Federação Paulista?

JP – O Barão de Itararé, grande Humorista do passado, dizia o seguinte: de onde você espera que não venha nada, não vem nada mesmo!

Eu só quero dizer isto, eu vou esperar o que?

ML – A CBF designou a Federação Paulista para entregar ao São Paulo a polemica taça das bolinhas, Marco Polo Del Nero disse que vai entregar o troféu ao clube em um carro de bombeiros, a diretoria do São Paulo subiria neste carro?

JP – O importante de uma taça é o simbolismo que ela representa, e ela representa os cinco títulos de grande relevância que o São Paulo conquistou.

O foco do departamento de futebol é conquistar títulos.

O que vai ser feito com a taça, como ela vai ser recebida, é um problema do departamento de patrimônio, não do departamento de futebol.

O que eu posso dizer nesta questão é que estou sentindo mais entusiasmo da própria federação Paulista para entregar a taça, do que do clube.

Nós vamos receber a taça com toda a elegância, com toda a honra, pelo simbolismo que ela tem, da conquista de cinco campeonatos Brasileiros dentro do campo sem ninguém nos ajudar!

ML – Mas o senhor subirá no carro do corpo de bombeiros junto com o presidente da federação Paulista para receber a taça das bolinhas?

JP – Se o caminhão do corpo de bombeiros prometer que vai nos resgatar desta administração e apagar o incêndio que foi feito com o futebol Paulista, eu vou!

ML – O jornal “ O Estado de São Paulo” publicou duas matérias dando conta de que a FIFA vetaria o estádio do Morumbi para a Copa de 2014, a própria entidade negou a informação, assim como o governo municipal e estadual.

De qualquer forma o Morumbi ficou no olho do furacão.

Como a diretoria do clube se posiciona diante desta situação?

JP – A situação do São Paulo hoje é confortável.

Ele cumpriu todas as exigências que a FIFA mandou.

Encaminhou o projeto para o comitê Paulista, para o comitê governamental e todo o material já está de posse da FIFA.

O São Paulo tem que prestar contas ao comitê organizador da Copa de 2014 e as informações vindas de lá são positivas.

Não nos surpreende, contudo, que freqüentemente e até em momentos políticos, apareçam informações desencontradas.

Me surpreende sim um jornal da respeitabilidade de O Estado de São Paulo, dirigido por uma família de extrema repercussão e São Paulina, inclusive, possa abrigar noticias tão estapafúrdias!

Pelo que pudemos apurar as fontes que passaram as informações ao jornalista Silvio Barsetti são bastante relevantes!

Isso só nos deixa com a certeza que de há um grande interesse político, um grande interesse em construir um novo estádio!

É obvio que estes interesses movimentam uma oposição muito forte ao nosso estádio, além daqueles que gostam de atirar pedra em laranjeira que dá fruto!

O que posso dizer é que nosso projeto vai muito bem, nós temos todo o apoio do governo do estado de São Paulo, da prefeitura e do governo Federal.

Tenho ouvido que o prefeito vai desistir do Morumbi, que o governador não vai mais apoiar!

As fontes do jornalista que sabemos de onde vem, tem a petulância de se apresentarem mais informadas até do que os próprios governos, o que é um absurdo!

Isso é o rabo abanando a vaca!

ML – É importante esclarecer a questão financeira. Alguns garantem que o novo projeto do Morumbi custará 1 bilhão de reais, qual o real valor da obra e aproveitando, fale sobre a reunião desta segunda-feira do São Paulo com o BNDES para tratar do empréstimo de 150 milhões de reais para as reformas do estádio?

JP – É totalmente inverídica a informação de que a reforma custará 1 bilhão.

O numero que chega ao comitê estadual do qual faço parte é da ordem de 300 milhões de reais, agora, depois das mudanças no projeto!

Números facilmente comprováveis, porque o São Paulo abriu mão de 250 milhões de reais da linha de crédito que o BNDES oferece (400 milhões).

Este dinheiro será usado pelo governo do estado através da companhia do Metrô para as obras do entorno do estádio e da futura linha 17, a linha ouro, que vai sair da estação São Judas e passará pelo aeroporto, estação Morumbi da CPTM, região da favela de Paraisópolis e chegará até a estação Morumbi/Butantã na linha amarela.

Para você ter uma idéia da importância da linha 17, a previsão de uso é da ordem de 220 mil passageiros por dia, após sua inauguração!

Este número representa a metade do uso de todo o metrô do Rio de Janeiro!

Este número representa o volume de dois terços do metrô de Washington, capital dos Estados Unidos!

É um legado importantíssimo para a população!

É por isso que o governo do estado de São Paulo está apoiando a construção desta linha e das obras que serão feitas na região do estádio do Morumbi.

ML – O estacionamento que será construído em frente ao estádio e o monotrilho que ligará a estação Butantã ao Morumbi, também são obras de responsabilidade do Metrô?

JP – O monotrilho na verdade faz parte da linha 17 e o estacionamento será construído para ser usado pelos usuários da estação.

O numero de vagas ainda está sendo definido, mas será um pouco superior a mil vagas.

Este número atende plenamente as necessidades da companhia em primeiro lugar e também do estádio em razão da Copa do Mundo.

Este estacionamento será feito em baixo de uma grande área verde, de uma praça arborizada, onde ficará também a estação do metrô.

ML – É possível construir um estádio para a Copa no terreno de Pirituba como vem sendo especulado?

JP – O projeto de Pirituba é municipal, da SPturis.

Pelo que eu soube através do Caio Luiz de Carvalho, este é um projeto para um centro de convenções que será implantado ao longo dos anos e que certamente não será concluído antes da copa do mundo.

É um projeto voltado para shows, para convenções, poderá até ter um campo de futebol.

O numero de espectadores em um estádio que se poderia construir lá é de 40 mil, muito inferiores ao mínimo exigido pela FIFA, para uma abertura de copa do mundo.

É um grande projeto da prefeitura e torço e para que seja implantado, porque vai dotar a cidade de um equipamento que hoje não tem.

Agora, temos a convicção de que este projeto não tem a mínima condição de ser implantado até 31 de dezembro de 2012, que é o prazo final definido pela FIFA para que todas as instalações estejam concluídas para a copa das confederações.

* Esta entrevista já está disponivel também em meu novo blog no site Kigol (kigol.com.br/mlima)

Palpites da rodada

CAMPEONATO GAÚCHO

Internacional x Pelotas – Inter

CAMPEONATO CARIOCA

Flamengo x Botafogo – Botafogo

CAMPEONATO MINEIRO

Democrata x Atlético – Atlético

Cruzeiro x Ipatinga – Cruzeiro

CAMPEONATO PAULISTA

Troféu do Interior

São Caetano x Oeste – São Caetano

Botafogo x Ponte Preta – Botafogo

Semifinal

Santos x São Paulo – Santos

Santo André x Grêmio Prudente – Santo André

* TEXTO TAMBÉM PUBLICADO EM MEU NOVO BLOG NO KIGOL (kigol.com.br/milma)

O São Paulo realizou neste sábado seu ultimo treino antes do clássico contra o Santos.

A entrada da torcida nos treinamentos não é permitida, mas, a pedido da comissão técnica, os portões do CCT foram abertos e cerca de 100 torcedores acompanharam o trabalho do time.

A presença dos torcedores causou surpresa na diretoria, já os jogadores gostaram do raro contato.

Em sua entrevista coletiva, Fernandinho deu a entender que formará a dupla de ataque com Dagoberto.

Washington dever ficar na reserva.

O atacante foi solicitado para conversar com a imprensa, mas preferiu não falar.

Durante a semana, Ricardo Gomes deu algumas pistas sobre a escalação da equipe.

Não será surpresa se o São Paulo começar o jogo contra o Santos com 2 linhas de quatro.

A primeira linha formada por Jean, Alex Silva, Miranda e Richarlyson, a segunda linha com Cicinho, Rodrigo Souto, Hernanes e Jorge Wagner.

Dagoberto e Fernandinho completando a escalação.

Os jogadores estão confiantes e segundo Fernandinho é correto dizer que o time vai entrar com “sangue nos olhos” neste domingo na Vila Belmiro.

A diretoria do São Paulo já liberou o empréstimo de Renan, Roger e Wagner Diniz.

Renan já tem tudo certo com o Guarani e inclusive recebeu um telefonema do técnico Vagner Mancini incentivando sua ida para o Bugre.

Já Wagner Diniz e Roger ainda não se acertaram com Atlético Paranaense e Portuguesa respectivamente.

* Este texto já está disponivel no meu blog na rede Kigol (kigol.com.br/milma)

O técnico Ricardo Gomes não revelou o esquema que pretende adotar no jogo de domingo contra o Santos.

Durante a semana foram feitos dois treinamentos coletivos e testados dois esquemas diferentes: o 4-4-2 e o 4-3-3.

O sistema defensivo não mudou em nenhum dos casos e deve ser formado por Rogério Ceni, Cicinho, Alex Silva, Miranda e Richarlyson.

O meio campo com dois atacantes (Dagoberto e Fernandinho) foi formado com Rodrigo Souto, Hernanes, Cleber Santana e Jorge Wagner.

Com Washington entrando no ataque ao lado de Dagoberto e Fernandinho, o meio campo foi formado por Jean, Rodrigo Souto e Hernanes.

Ainda existe uma terceira possibilidade.

Formar as duas linhas de quatro do segundo tempo do jogo do Morumbi, com a entrada de Richarlyson no lugar de Junior César.

O time com esta opção seria: Rogério Ceni, Jean, Alex Silva, Miranda e Richarlyson, Cicinho, Rodrigo Souto, Hernanes e Jorge Wagner, Dagoberto e Fernandinho (Washington).

Para Ricardo Gomes, Richarlyson é um jogador acima da média e por isso vai colocá-lo em campo como titular no domingo, mesmo voltando de contusão.

Segundo o treinador, o bom preparo físico de Richarlyson será importante para reforçar o sistema defensivo contra o Santos.

O São Paulo enviou para a FIFA o projeto de reforma do Morumbi para a Copa de 2014, somente às 23h30min desta quinta-feira.

A expectativa é de que a entidade se manifeste daqui a 2 ou 3 semanas.

Como todos os aspectos técnicos foram atendidos, a tendência é de que finalmente a FIFA de ok para o projeto.

Na segunda-feira o São Paulo tem reunião marcada com Elvio Pascoal, executivo do BNDES, para tratar do empréstimo relativo a Copa de 2014.

A linha de crédito oferecida pelo Banco exclusivamente para as reformas ou construções de estádios para a Copa no Brasil é de 400 milhões de reais.

O São Paulo vai tomar emprestado do BNDES 150 milhões de reais.

Os outros 250 milhões serão emprestados ao governo de São Paulo que por sua vez repassará o dinheiro ao Metrô, para a conclusão das obras de mobilidade no entorno do estádio.

A reforma do Morumbi, com as alterações feitas no novo projeto, está orçada em 300 milhões de reais.

O secretário Geral da FIFA, Jerôme Valcke, esteve ontem em Brasília reunido com o Ministro dos Esportes, Orlando Silva.

Os dois trataram do projeto que prevê isenção fiscal para os parceiros da FIFA de 2011 á 2015.

O ministro dos esportes aproveitou para reiterar mais uma vez que defende a abertura da copa de 2014 na cidade de São Paulo e no estádio do Morumbi.

O prefeito Gilberto Kassab e Caio Carvalho (Presidente do comitê Paulista) voltaram a dizer publicamente que não há um plano B para a cidade de São Paulo.

Em seu Twitter, Caio Carvalho disse ser impossível a construção de um estádio em tempo hábil no terreno de Pirituba, como foi especulado.

As desapropriações que serão feitas, sequer começaram e a prefeitura já avisou que no local está planejada a construção de um grande centro de convenções e não um estádio de futebol.

A alta cúpula tricolor esta de olho na reação dos torcedores em relação a taça das bolinhas.

Embora diga publicamente que ficará com a taça, não será surpresa se alguma ação for estudada para que São Paulo e Flamengo não saiam perdendo com a situação.

Várias sugestões estão sendo feitas e todas serão avaliadas pela diretoria.

Desde a doação da taça para o Museu do futebol, passando por uma réplica a ser dada ao Flamengo, até mesmo na disputa em campo na pausa do Brasileirão durante a copa do mundo, com um jogo no Maracanã e outro no Morumbi.

Este e todos os outros textos publicados no blog, já podem ser encontrados tambem no Kigol (www.kigol.com.br)

Próxima Página »