O São Paulo continua aprimorando e modificando o projeto de reforma do estádio do Morumbi.

As constantes criticas do secretário geral da FIFA, Jerôme Valcke aos projetos apresentados até agora pelo São Paulo, fez com que as reuniões entre o clube e a empresa de arquitetura Alemã, GMP, se intensificasse.

Só nesta semana, já foram feitas três reuniões.

Na próxima terça-feira, dia 9 de março, a GMP apresenta ao São Paulo um novo projeto, que acredita, possa enfim, satisfazer plenamente as exigências de Valcke e por conseqüência, da FIFA.

O São Paulo quer apresentar á FIFA este novo projeto feito pela GMP até o dia 15 de Abril.

Pelo que pude apurar, no novo projeto que será apresentado, não apenas o anel intermediário vermelho será estendido até a pista de atletismo, mas também os anéis intermediários atrás dos gols.

Apenas o setor azul terá seu anel térreo (agora com cadeiras vermelhas), preservado e ampliado em 8 fileiras.

Com estas novas reformas, será necessário o rebaixamento do gramado em 80 centímetros, máximo possível sem que seja preciso mexer com o córrego que passa em baixo do gramado (e que encareceria muito a obra).

O desafio da GMP é fazer a extensão dos anéis intermediários atrás dos gols, sem que quem esteja em uma das lojas, bares, restaurantes, academias e afins do Morumbi concept Hall, perca a visão do gramado.

Não adianta me perguntar como isso será feito, até porque até a própria diretoria do São Paulo e comitê Organizador da Copa na Capital Paulista, só saberão na próxima terça-feira, como adiantei.

Anúncios