O São Paulo começou o campeonato Paulista conhecendo logo de cara sua primeira derrota em casa no ano.

Foram dois tempos completamente distintos no jogo contra a Portuguesa.

Na primeira etapa o São Paulo foi um time rápido e envolvente.

No segundo tempo um time disperso e cansado.

Ricardo Gomes definiu bem a partida.

Para o treinador São Paulino, o time fez uma pintura nos 45 minutos iniciais e a borrou nos 45 minutos finais.

De positivo na partida, a boa estréia de Marcelinho Paraíba, que deu um melhor toque de bola ao meio campo e ainda marcou um belo gol.

Leo Lima teve alguns lampejos, mas mostrou que poderá ser útil durante a temporada.

Vários aspectos negativos puderam ser notados.

Fica claro que Jean não pode jogar improvisado na lateral direita, por ali a Lusa deitou e rolou no segundo tempo.

Richarlyson continua sendo um jogador voluntarioso, mas péssimo nos passes e lançamentos, além de continuar afobado na marcação, fazendo faltas desnecessárias, como o pênalti que resultou na virada da Lusa.

Hernanes é outro que vive a um bom tempo uma fase irregular, sem conseguir reeditar suas grandes atuações de 2008, ficou apagado na partida.

Dagoberto começou a temporada da mesma forma melancólica com que acabou o ano passado.

Mais uma vez prejudicou a equipe com uma expulsão despropositada.

Esta se tornando um jogador irresponsável e desmiolado.

O comando tricolor precisa mexer em seu bolso, quem sabe assim consiga colocá-lo nos eixos.

Obviamente foi apenas o primeiro jogo da temporada, os jogadores ainda estão com a musculatura presa e vão evoluir.

A equipe vai demorar um pouco para se adaptar totalmente ao esquema com dois zagueiros, principalmente no setor de marcação.

Mas a derrota na estréia serviu para Ricardo Gomes ver claramente os pontos falhos de sua equipe.

Ainda há um bom tempo para se corrigir as falhas até o começo da Libertadores, dia 10 de fevereiro no Morumbi contra o perigoso Monterrey do México.

Na Portuguesa o destaque fica para o meio campista Heverton que marcou dois gols e para o jovem Henrique que entrou no segundo tempo no lugar do zagueiro Thiago Gomes, e mudou a cara da partida dando mais agressividade a equipe.

Não poderia deixar de citar o excelente preparo físico, fruto de mais de 20 dias de pré-temporada na cidade de Mogi das Cruzes.

Segundo o técnico Vagner Benazzi, esta foi a melhor pré-temporada que ele já fez com uma equipe em 23 anos de carreira.

Anúncios