300 o filme

Um desavisado que assistiu o primeiro tempo entre Náutico x São Paulo saiu com a certeza de que o time da casa estava lutando pelo titulo e o visitante na briga para não cair, tal a superioridade do Timbu e a indolência do São Paulo.

PRIMEIRO TEMPO

O Náutico começou o jogo pressionando e empurrando o São Paulo para seu campo.

Não demorou muito para Junior César cometer um pênalti desnecessário.

Bosco evitou o gol fazendo boa defesa.

O Náutico não desanimou e logo marcou seu gol em falha de marcação da defesa São Paulina que ficou olhando Bruno Mineiro subir sozinho de cabeça ainda pegar tranquilamente o rebote de Bosco.

O São Paulo estava completamente perdido em campo e só conseguiu chegar com perigo em uma bela jogada de Jorge Wagner que deu um chapéu no marcador, mas concluiu para fora.

Junior Cesar deixou a situação mais difícil ainda ao ser expulso por reclamar de uma falta não marcada.

O primeiro tempo terminou sem que o São Paulo conseguisse trocar 3 passes seguidos.

SEGUNDO TEMPO

O São Paulo deixou o circo de horrores do primeiro tempo no vestiário.

Voltou disposto a conseguir a virada mesmo com um homem a menos.

Hugo entrou no lugar de Renato Silva.

Hernanes conseguiu empatar a partida contando com a sorte em uma cobrança de falta que desviou na zaga matando o goleiro Gledson do Timbu.

Ricardo Gomes colocou o jovem Oscar no lugar de Marlos que nada fez na partida.

Richarlyson quase põem tudo a perder ao ser expulso após fazer uma falta no meio campo aos 28 minutos.

Rodrigo entrou no lugar de Borges para ajudar na marcação.

O Náutico com dois jogadores a mais foi para cima, mas, não conseguiu marcar.

O Zagueiro Claudio Luis foi expulso após fazer falta em Oscar que entrou muito bem no jogo.

Aos 43 minutos Oscar rolou para Hugo chutar forte da entrada da área para virar o jogo para o tricolor.

Virada Heróica, que coloca o São Paulo a 2 pontos do Palmeiras.

Depois do Grêmio, foi a vez do São Paulo viver sua batalha dos Aflitos.

Anúncios