saci perere

A rodada desta sábado foi ótima para o Internacional.

O time de Tite tem tudo para acabar o primeiro turno na liderança do Brasileirão.

Isto porque com o empate do Palmeiras contra o Botafogo e a vitória do Colorado contra o decadente Santo André, a diferença entre os dois é de apenas 4 pontos (33 a 37).

Mas o pulo do gato no caso do Inter é o fato do time do sul ter 2 jogos a menos em relação ao até agora líder Palmeiras.

O Inter ainda tem que jogar contra o Santos no dia 26 deste mês na Vila Belmiro e no dia 2 de setembro contra o Atlético Mineiro no Beira-Rio.

Supondo que o Colorado faça a lição de casa e empate seu jogo fora, alcançaria o Palmeiras em números de pontos e ficaria com 1 vitória a mais em relação ao rival.

Para mim não será surpresa se isto acontecer.

No momento é melhor o Palmeiras temer mais o Colorado de Tite que já está em seu cangote, do que o Jason de Ricardo Gomes, que é visto por enquanto pelo retrovisor.

MURICY NO PALMEIRAS

Até agora os números de Muricy no Palmeiras são satisfatórios.

Em 5 jogos, ou seja, 15 pontos disputados, o treinador conseguiu conquistar 9.

Foram 2 vitórias e 3 empates.

O que chama a atenção é o pequeno numero de gols feitos pelo time: 5

O numero de gols sofridos também é pequeno: 3.

É bom o torcedor Palmeirense começar a se acostumar.

Este é o estilo de Muricy.

Futebol pragmático, de muita marcação e eficiência.

Porém sem brilho e sem firula.

No São Paulo deu certo durante três anos, as conquistas e os números, sempre frios e acima de qualquer argumento, são seu maior cartão de visitas.

Resta saber se a torcida Palmeirense vai saber entender a filosofia do treinador e se o treinador vai ter paciência para agüentar a turma do amendoim quando as criticas chegarem.

Avaí

E o Avaí continua a fazer um bela campanha no campeonato.

A vítima da vez foi o Náutico que não aguentou a pressão na ressacada e perdeu por 2 a 1.

Paulo Silas continua mostrando muita competência e desponta como um dos melhores treinadores da nova geração.

Ponto também para a diretoria do Avaí que apostou no treinador quando o time estava na zona do rebaixamento.

Anúncios