homens trabalhando

Conversei com Ataíde Gil Guerreiro,vice-presidente do São Paulo, sobre a reunião entre o clube o Ministério dos Esportes e o BNDES,que aconteceu nesta segunda-feira em Brasília.

A reunião havia acabado 5 minutos antes de nossa conversa,por volta das 14 hs.

O dirigente esclareceu pontos importantes que relato a seguir:

Empréstimo

O São Paulo não solicitou nenhum tostão para o BNDES. Na verdade o Banco queria saber se o clube iria ou não precisar de uma linha de crédito para as reformas da Copa e qual seria o valor pedido.

A diretoria do São Paulo comunicou que está em negociação com várias empresas para bancar o total da obra (300 milhões de reais) sem a necessidade de pegar dinheiro emprestado.

Grande parte desse valor já foi conseguido,mas se até o dia 31 de dezembro o Valor total da obra não for alcançado com as empresas parceiras,ai sim o São Paulo poderá consultar o BNDES sobre a criação de uma linha de crédito para concluir o projeto.

A Reforma

Serão gastos 300 milhões de reais na reforma do estádio do Morumbi divididos da seguinte forma:

150 milhões para a cobertura.

50 milhões de reais em reformas sem legado para o estádio (como moveis e televisores para convidados e jornalistas além de logística para transmissão dos jogos) que são bancados pela FIFA.

100 milhões para a melhora e modernização das dependências do Estádio.

Não estão computados nesta soma os gastos que o governo e a prefeitura terão com obras de infraestrutura no entorno,como o edifício garagem que será construído em frente ao estádio.

Prazos

O São Paulo terá no dia 31 de Agosto uma reunião com a FIFA para saber exatamente as mudanças que serão pedidas (e bancadas) pela entidade no estádio do Morumbi.

Dia 31 de Dezembro é o prazo final para o São Paulo apresentar todos os parceiros que bancarão as obras (podendo ai acontecer um empréstimo junto ao BNDES caso falte alguma soma para atingir os 300 milhões).

Parceiros:

Por enquanto a diretoria guarda a sete chaves os parceiros que investirão nas reformas do estádio.

Cobertura

A cobertura do estádio,não faz parte do caderno de encargos da FIFA,mas como o clube quer sediar a abertura da copa e a FIFA leva em consideração este item, a cobertura será feita.

Anúncios