bola murcha

A delegação do São Paulo desembarcou na tarde desta sexta-feira em Congonhas.

Alguns jogadores não quiseram saber de conversa,como Hernanes, que alegou estar atrasado para um compromisso.

Outros jogadores pararam para as entrevistas.

Conversei com Eduardo Costa,Jorge Wagner e Miranda.

Para os três,a hora não é de falar, e sim,trabalhar para sair da fase ruim que assola a equipe.

Acompanhe o que falaram os jogadores entrevistados por mim:

Eduardo Costa

ML – Como explicar esta péssima da equipe?

EC – Logicamente é um momento delicado,todos tem que ter personalidade e saber que estamos em um clube grande e precisamos lutar mais.

Não dá pra falar muita coisa por que você acaba cometendo injustiças. O momento é para se fechar

e cada um assumir um pouco mais para mudar a situação. A colocação que nos encontramos não é digna da grandeza do São Paulo. Temos agora que falar pouco e trabalhar muito.

Jorge Wagner

ML – Neste momento conversa não adianta mais não é Jorge Wagner?

JW – Não é o momento de explicações,estamos passando por uma má fase há algum tempo,os resultados não estão aparecendo e reconhecemos isso.

O momento é de trabalho,de continuar acreditando,porque sabemos que o grupo é bom. No ano passado passamos por um momento parecido e conseguimos reverter.

ML – Ainda esta muito cedo para pensar em lutar contra o rebaixamento?

JW – O campeonato está passando e temos grandes equipes disputando a competição.

Realmente esta muito cedo para falarmos em disputa de título ou de rebaixamento.

Com a força do nosso elenco vamos conseguir reverter a situação

ML – A vitória no clássico contra o Santos é fundamental para o time ter um pouco de tranquilidade?

JW – Nós vemos dessa forma sim,é um jogo importante e podemos começar a sair desta situação incomoda,ganhar um clássico sempre dá uma moral a mais para qualquer equipe.

Miranda

ML – Este é o momento de menos palavras e mais atitude?

M – Com certeza,agora é um momento em que temos que falar menos e procurar voltar a vencer,uma vitória no clássico pode nos dar mais animo para voltarmos a brigar pelo campeonato.

ML – Uma vitória no clássico daria um pouco mais de sossego para o elenco trabalhar?

M – Sem duvida. Quando você não está passando por um bom momento um clássico pode mudar as coisas,temos jogadores competentes para vencer e mudar esta situação.

ML – André Dias e Renato Silva voltam de suspensão,você não acha que seria prudente voltar a jogar com três zagueiros contra o Santos?

M – Não sei,a escalação é problema do professor Ricardo Gomes,mas todo reforço que tivermos sempre é bem vindo.

Anúncios