chimarrão

Grêmio e Internacional parece que combinaram o fracasso na Copa do Brasil e na Libertadores.

Na quarta-feira o papelão foi feito no Beiro Rio. Com 28 minutos de jogo o Corinthians já havia decidido a competição marcando 2 a 0.

O segundo tempo foi feito apenas para protocolo.

Na quinta-feira o Grêmio foi praticamente o xerox do Inter.

O Cruzeiro já havia vencido o primeiro jogo por 3 a 1.

Os mineiros,assim como o Corinthians,trataram de decidir a classificação na primeira etapa.

Nos contra-ataques trataram de marcar 2 gols e decidir a classificação ainda no primeiro tempo.

O segundo tempo no Olímpico foi apenas um arremedo de apoio da torcida tricolor.

Assim como o Inter um dia antes,o Grêmio tratou de empatar a partida,para sair do jogo com um minimo de dignidade.

O Cruzeiro vai forte para a final da Libertadores.

Em minha opinião é o franco favorito.

Vai enfrentar um adversário que já conhece.

Na primeira fase da competição estiveram no mesmo grupo.

No Mineirão o Cruzeiro venceu por 3 a 0.

Em La Plata, o Cruzeiro chegou atrasado para a partida.

Entrou em campo sem aquecimento e acabou perdendo por 4 a 0.

Quis o destino que as duas equipes se encontrassem de novo na final da competição.

É claro que uma final tão importante,não tem favorito.

Mas o Cruzeiro,por decidir em casa,leva ligeira vantagem em relação ao já três vezes campeão da Libertadores,Estudiantes.

Final eletrizante.

E o Cruzeiro ,finalista da Libertadores,mostra para o Corinthians,quem é o melhor time do Brasil.

Anúncios