Obina

O Palmeiras anunciou no começo da noite desta segunda-feira o empréstimo do atacante Obina.

O obeso atacante chega por empréstimo até o final do ano, com custo zero para o Alviverde.

Obina será inscrito na Libertadores e jogará o campeonato Brasileiro.

O ano de 2009 não vem sendo muito produtivo para o atacante que não marcou sequer um gol.

Vanderlei Luxemburgo tem fama de tirar o máximo de seus atletas.

Inclusive daqueles que estão desacreditados quando são contratados pelas equipes treinadas por ele.

Este, será sem duvida nenhuma,um dos maiores desafios neste sentido, para Luxa.

Obina começou bem sua carreira no Vitória.

Marcava belos gols e era um centroavante oportunista.

Teve uma breve passagem pelo futebol do exterior e logo desembarcou na Gávea.

Seu começo no Flamengo foi de altos e baixos.

Mas seu jeito desengonçado e sincero de ser,conquistou o coração do torcedor rubro-negro,que logo o comparou a outro jogador folclórico da história de seu time:Fio maravilha,que até tema de musica virou.

O nome do atacante ganhou as arquibancadas do Maracanã,e a torcida do Flamengo de forma descontraída e debochada,gritava a plenos pulmões que Obina é melhor que Eto`o.

O problema é que Obina parece que acreditou na brincadeira que vinha das arquibancadas e acabou se descuidando.

Embora seja jovem,ele sempre lutou contra a balança.

E sem uma técnica apurada,Obina depende demais de seu físico para marcar gols.

Com seu físico parecendo o de um contumaz consumidor de acarajé,os gols simplesmente sumiram neste ano e junto com os gols a paciência dos torcedores.

Luxemburgo certamente está mirando o Obina do começo de carreira, no Vitória, e não o caricato atacante dos tempos de Flamengo.

O tempo vai nos dizer se o treinador Palmeirense vai conseguir recuperar o futebol do jogador.

Me parece que esta é uma questão que passa única e exclusivamente pela força de vontade do atacante.

Luxemburgo está dando a chance de Obina voltar a ser um profissional respeitado.

Resta a ele decidir o destino que quer dar a sua carreira.

Ser lembrado no futuro como um bom atacante ou como um bibelô das arquibancadas.

Anúncios