campeonato brasileiro 07

Trabalhei no jogo do Santos x Goiás na Vila Belmiro neste domingo.

O Santos ameaçou aplicar uma goleada histórica ao marcar 2 gols em 11 minutos com Kleber Pereira e Rodrigo Souto.

Mas os comandados de Vagner Mancini se acomodaram e o Goiás diminuiu ainda no primeiro tempo com Iarley.

No segundo tempo Rodrigo Souto ampliou o placar para 3 a 1.

E a mesma sonolência que acometeu a equipe Santista no primeiro tempo voltou a atacar após o terceiro gol.

O Goiás aos poucos foi gostando do jogo e marcou o segundo gol com Ramalho.

Nos minutos finais da partida o Goiás foi para cima para tentar o empate e conseguiu aos 42 minutos com Rafael Tolói.

Empate heróico para o Goiás e com sabor de derrota para o Santos.

A torcida Santista parece que se divorciou do atacante Kleber Pereira.

Mesmo marcando um gol o atacante foi muito vaiado quando saiu de campo substituído pelo jovem André.

Na volta de Santos, ouvi os personagens do jogo do São Paulo.

Com tantos desfalques até que o time se esforçou para não sair com a derrota contra o Atlético Paranaense.

Mas o que me chamou a atenção foi o discurso de quase todos os jogadores do Tricolor após a partida.

Segundo os atletas São Paulinos, a equipe aos poucos vai se recuperando do baque da eliminação do Paulistinha e vai melhorando o nível do futebol apresentado.

Se o futebol medonho apresentado nos últimos jogos é fruto de um trauma psicológico pela eliminação do campeonato de menos importância que o clube disputou neste ano, é bom o torcedor São Paulino se preparar.

Uma eliminação na Libertadores vai trazer que conseqüências psicológicas em jogadores tão frágeis e despreparados mentalmente?

Talvez nem um time inteiro de psicólogos de jeito!

E ai a luta será para não cair para a série b do Brasileirão não é mesmo?

Seria bom arrumar outra desculpa para justificar a falta de vontade e de Postura dos últimos jogos do São Paulo.

A desculpa da eliminação no Paulistinha parece que não convenceu o torcedor.

Anúncios