burro-shrekO presidente do Corinthians Andrés Sanches fez um verdadeiro carnaval quando soube que o São Paulo faria valer a lei e colocaria a disposição de seu time 10% da carga de ingressos para o clássico entre os dois no Morumbi.

Deu chilique, jogou para torcida, chamou o torcedor que foi ao Clássico de Mártir, enfim, fez um fuzuê danado.

Mas não é que no primeiro clássico com mando de seu time, Andrés age exatamente da mesma forma que o São Paulo!

Da mesa forma não, porque o São Paulo destinou 10% dos ingressos daquele clássico ao Corinthians.

O Corinthians por sua vez, colocou 2100 ingressos do setor Lilás do Pacaembu a disposição do Santos, ou seja, menos de 10% da carga total que deve chegar a 35 mil ingressos.

O pior foi que o valor inicial de 40 reais sugerido pelo mandante, foi mudado no meio da tarde desta segunda-feira para metade deste preço, depois que vários torcedores Santistas já haviam comprado seus bilhetes.

O Corinthians se comprometeu a devolver o dinheiro aos torcedores que pagaram mais caro.

As diretorias de Santos e Corinthians discutem a possbilidade de se liberar mais ingressos aos Praianos para chegar aos 10% exigidos para os visitantes.

Parece que Andrés Sanches aprendeu a usar o estatuto do torcedor a seu favor como fez o São Paulo na ocasião.

Nada mais justo.

Ao Santos só resta aceitar o espaço que lhe é oferecido.

Até porque na Vila Belmiro o espaço para a torcida visitante também é reduzido.

Assim deve ser sempre.

Sem choros nem chiliques.

Anúncios