muricy-gritandoSão Paulo, março de 2009.

 

Muricy,

 

Esta carta é de um torcedor que ama o SPFC, que te conheceu em provas de reconhecimento, mas isto não importa neste momento.

 

O que vale, é este sentimento pelo Tricolor que move milhões de torcedores como eu, devoção que envolve vidas dessas pessoas, avós, pais, filhos, irmãos, esposas, namoradas, berços de futuras gerações. Em outras palavras, SANGUE TRICOLOR que corre nas veias.

 

Sinto-me no direito de escrever a você, porque sou torcedor que acompanha o time desde 1980, quando fui a primeira vez ao Morumbi. Ao longo deste tempo, já decorridos quase 30 anos (tenho 37 de idade) e cerca de 600 jogos assistidos do SPFC no Morumbi e pelo país, permanece o amor que não cessa e só faz aumentar, que me fez e faz viver muita coisa pelo Mais Querido, alegrias, tristezas, principalmente, orgulho incondicional, por tudo que o Tricolor é, significa e representa no mundo todo.

 

Ser são-paulino é ser cidadão do mundo, no planeta bola.

 

Por tudo isso Muricy, esta carta é de APOIO a você, acima de tudo.

 

Pela tua trajetória dentro do SPFC, formado no Morumbi para o futebol, enquanto jogador forjado na década de 70 e enquanto treinador nas mãos do Mestre Telê. Se o futebol representa algo relevante para ti, é porque o Tricolor tem parte decisiva nisso tudo. Da mesma forma que agradeço seus préstimos ao clube, sei que deve agradecer a cada dia, pelo fato do SPFC fazer parte da tua história, da tua família, do teu destino.

 

Tu és um cara predestinado, por tudo que venceu, conquistou, com aquela gana que o torcedor são-paulino conhece mais do que qq outro por onde passou em tua carreira. O temperamento difícil, o comprometimento total com o que faz.

 

RECONHECIMENTO devido, AGRADECIMENTO verdadeiro.

 

Atributos que te conduziram ao posto de um dos maiores treinadores brasileiros, aclamado nos braços da mídia especializada e torcida brasileira, inclusive rival, nos últimos anos, principalmente pelo Tri-hexa que levaram o SPFC ao posto hegemônico do futebol brasileiro.

 

 

Mas sabemos, Muricy, que o ser humano não é feito só de virtudes. Se a vida congratula pelo acerto, também, ensina pelos erros. A humildade de reconhecê-los é que traz o crescimento interior e fortalece o espírito.

 

Por isso, Muricy, esta carta também traz a CRÍTICA, construtiva, respeitosa, HUMILDE, mas que espero, interpretada sem desdém ou rancor. Porque ao longo de sua carreira vitoriosa no SPFC, que o torcedor que realmente ama este time não pode negar, existiram também os percalços, os tropeços, as eliminações.

 

Sei, como torcedor, que nenhum time do mundo ganha tudo que disputa.

 

Percebi acompanhando futebol assiduamente, que o tal “grupo unido” faz tudo acontecer, quando se alia técnica, tática, preparo físico e ideal de conquista.

 

E aprendi, acima de tudo, que para que isso aconteça, NÃO pode ocorrer a teimosia, a questão pessoal, o provar estar mais certo que todos.

 

Um time de futebol é maior que qualquer craque, técnico, presidente. Ainda mais um gigante como o SPFC.

 

Sendo assim, Muricy, ano a ano, a torcida pede, mas muitas vezes, não tem sido ouvida.

 

E o torcedor, mesmo não treinando um time todos os dias, mesmo não conhecendo os bastidores do futebol, mesmo não sabendo do relacionamento interno, mesmo não sendo estudado ou preparado para ser técnico de um time, mesmo sendo leigo taticamente, MESMO ASSIM, ELE CONHECE MURICY.

 

Pelo futebol correr na veia do brasileiro, a sua voz precisa e muito ser ouvida.

 

Claro que confio demais no seu trabalho, nos teus alicerces de confiança do Milton Cruz, do Tata. Acredito que coisas que só vocês sabem, são decisivas. Mas…

 

Lembra do “seu” Telê, turrão, chato, teimoso, acusado anos e anos de pé-frio, Muricy ? No SPFC, não foi diferente, mas ele tinha uma diferença: Ele ouvia a torcida, atendia o que o são-paulino pedia. E fazia alterações sempre de forma metódica, por volta dos 15 minutos do segundo tempo. Me lembro até hoje que era assim. Mas você, Muricy, pq espera demais? Mudar aos 20 e tantos, 30 e poucos como costuma fazer, ajuda muito pouco. Não dá ritmo, expõe o atleta, irrita o mesmo, cria problemas de elenco.

 

Nenhum torcedor é dono da razão, sequer a torcida tem a mesma escalação. Mas sabemos Muricy, que algumas coisas a massa são-paulina tem pedido em uníssono. Nem precisamos dizer quais os nomes a entrar ou a sair. Vc os sabe. Mas mantém suas convicções, como no passado recente, que já atrapalharam o rendimento do time em muitos momentos desde 2006. Jogadores que só no seu entendimento mereciam ser titulares absolutos, que ninguém os tirava. Se a torcida pedisse então, era a “gota”.

 

Pois bem, Muricy que tanto admiro e reconheço o valor, agora vai o PEDIDO:

 

OUÇA MAIS O SÃO-PAULINO! Não estou pedindo pessoalmente, mas sim, pela que a massa tricolor anda querendo ver no time em 2009. A mesma massa que te reconhece e admira gritando o teu nome, depois de vitórias suadas e com sua total participação.

 

Uma pista: a escalação contra o pequeno Oeste de Itápolis, insignificante sparring, mas que agradou e muito, os anseios do são-paulino para este ano.

 

E aí assim: Se acertar, será a vitória de todos. Se errar, todos reconhecerão juntos que não era o melhor a ser feito.

 

É o apoio, a crítica e o pedido de quem admira o seu trabalho e torce muito pelo seu sucesso.

 

Obrigado pela atenção.

Obs: Esta carta não teve o sentido de preparar o terreno para uma crítica construtiva não, ou seja, elogiar para depois contestar.

Mesmo porque, ela foi feita com uma base sólida: ACREDITAR em você, Muricy Ramalho!

Lembrando sempre que a função primordial do torcedor é APOIAR o seu time de coração!


E não somente isso, acreditar por demais na política do Presidente Juvenal, que o apóia e toda comissão técnica, o Milton Cruz, o Tata, profissionais de uma vida dentro do SPFC, dignos de todo respeito e consideração do torcedor são-paulino.

Ou seja, como torcedores PRECISAMOS apoiar quem vive o SPFC por décadas, profissionais e dirigentes que levam consigo um histórico de competência e glórias incontestáveis, que já falam por sí sós.

Por mais que o pulso do torcedor seja super valioso, sei que não é ele o fator decisivo, porque sempre faltará saber aquele algo a mais. Da mesma forma que treinador nenhum e seus auxiliares também são os donos totais da razão.

Equilíbrio é o caminho, comunhão time, comissão técnica, diretoria e torcida.

Todos almejando o que a grandeza do time é capaz de conseguir.

Finalizando: Quando você, Muricy, bate a mão na veia, na saída de uma partida vencida com sacrifício, demonstra algo que emociona e arrepia.

Coisa que técnico nenhum no país e poucos no mundo tem essa identidade com um clube.

O que te faz ídolo.

Força e clarividência, Muricy, creia na capacidade de formação de opinião de nossa torcida pelo bem do SPFC e conte com nosso apoio sempre contra aqueles, inclusive e principalmente, que se utilizam de veículos de comunicação não-oficiais, blogs dito são-paulinos e comunidades, para atacá-lo covardemente.

Mas o são-paulino é inteligente e quem conhece, não compra campanhas orquestradas.

Saudações Tricolores!

 

No Orkut:

http://www.orkut.com.br/Main#CommMsgs.aspx?cmm=22977&tid=5308542989096210922&na=1&nst=1

 

Por Carlos Port

 

 

 

Anúncios