the_end1A decisão certa dos mandos e a morte dos clássicos

Sim, o SPFC de Juvenal Juvêncio fez justiça, pelos 10% aos visitantes.

O são-paulino espera que não seja somente retaliação no Campeonato Paulista, pelos desmandos recalcados da FPF de Del Nero.

Decisão, amparada por Lei, pelo Estatuto do Torcedor.

E a justiça maior é o reparo HISTÓRICO, de anos do SPFC sofrendo sanções de punição à sua imensa torcida, que se via espremida e mal-tratada em todos os clássicos no Pacaembu, Parque Antártica e Vila Belmiro.

Se ainda nessas praças esportivas, dividissem o estádio corretamente, perfeito o Tricolor dividir o Morumbi como aliás, SEMPRE fez em sua história até este século.

Sempre o SPFC foi o bom anfitrião, até quando choveram privadas em sua torcida, gases em seus atletas, quando torneiras e sanitários eram depredados pelos rivais, quando urinavam no símbolo da Giovanni Gronchi, não importava a situação, o Tricolor demonstrava porque é tão diferenciado.

Agora isso acabou. Forçado pelo setor VIP da Visa ou não, o fato é que o estádio do Morumbi agora é só do SPFC em clássicos.

Em outras palavras, clássicos agora só no gramado, porque na arquibancada, morreram.

Este é o lado triste e nostálgico da notícia.

Porque clássico que é clássico, na memória do torcedor, na história do futebol, é aquele de torcidas rivais dividindo a arquibancada, fazendo a festa mais bonita, cantando mais alto. É um jogo a parte dentro da partida, aquele que vem da massa. Que ainda existe com bandeiras e festa em outras praças do país.

Mas que em São Paulo, virou utopia desde a estupidez de 1995, na batalha sangrenta do Pacaembu, ápice de uma situação que se agravava ano a ano.

Os bons pagaram pelos maus. A festa pagou pela criminalidade.

Ficará na lembrança apenas de quem viu, como era a festa do futebol paulista, não só do são-paulino, mas de todos aqueles que fizeram do Morumbi um dia, a casa dos paulistas, como são Maracanã e Mineirão os templos dos cariocas e mineiros.

Enfim, novos e justos tempos…mas os clássicos, morreram de vez em SP.

 

Por Carlos Port


Anúncios