borgesO SPFC 2009 está mais forte que nos anos anteriores.

Elenco com mais opções, versatilidade em todas as posições.

Mas NÃO vai dar liga, se a máxima do futebol não imperar:

GRUPO UNIDO.

Sintomas já se mostraram de insatisfações inoportunas.

Borges está puxando uma fila que não pode se estender. Aliás, ele já foi assim em 2008, quando declarava seus importantes gols como se fosse resposta a alguém, seja crítica, seja torcida, seja comissão técnica.

Acontece que estar no SPFC deve ser motivo de orgulho para qualquer jogador de futebol deste país. Jogar, por outro lado, depende principalmente, do atleta ter compromisso com o elenco, respeito pelos seus companheiros, humildade caminhando junto da gana.

Bicos, declarações indevidas, caretas, demonstrações mimadas não levam a lugar nenhum. Muito pelo contrário, conduzem para um ambiente péssimo de trabalhar.

É ruim para quem chega querendo somar, tendo futebol para isso.

É ruim para quem já está, que não tem a consciência que um time não se faz somente com 11 jogadores titulares e acabou.

Portanto, não é de hoje que o importante e ótimo Borges merece uma comida de rabo definitiva, servindo de exemplo para que situações em outras posições não aconteçam.

Ou todos acreditam que os reforços que eram absolutos em seus clubes estão felizes e plenamente satisfeitos com a reserva do Tricolor ? Mas ao que tudo indica, estão respeitando e lutando pelo seu espaço. Junior Cesar, Arouca, Vagner Diniz, já pensou se fosse uma celeuma em cada posição?!

Dono da vaga não existe.

Até Rogério Ceni está aí pra provar isso, quando não se quer largar o osso mesmo na necessidade.

Vai SPFC, se fecha, é assim e só assim, que será possível buscar um grandioso ano…

Por Carlos Port

Anúncios