muiricy-ramalho3Acompanhe os principais trechos da entrevista de Muricy Ramalho nesta terça-feira no CCT.

Você não aparece na pré-lista da CBF, para a categoria melhor treinador do campeonato, como vê isso, já que ganhou o prêmio nos últimos três anos?

R: A única coisa é que vai me facilitar, já que eu vou pro Guarujá no dia seguinte(risos)!Tenho alguns amigos na imprensa e todos eles disseram que iriam votar em mim, então não é possível que eu não fique pelo menos entre os 6 melhores (risos)!Claro que a gente quer ganhar sempre, mas às vezes não é possível, mas com certeza eu devo ser lembrado.

Guarujá ou Teresópolis?

R: Vou pro Guarujá, não tem nada a ver Teresópolis.

Muita gente está falando de uma possível pressão além do normal em São Januário neste domingo, você já viveu alguma situação complicada naquele estádio?

R: Existe um pouco de dificuldade para chegar porque perto do estádio afunila muito, até para os torcedores é  ruim para chegar. Mas dentro do campo são 11 contra 11 e nunca aconteceu nada de excepcional com a gente lá,já ganhei e já perdi jogos  em São Januario.

O Vasco joga pressionado pelo perigo de rebaixamento, a arbitragem é uma questão que preocupa para este jogo (O árbitro será Leonardo Gaciba)?

R: Se desde o começo do campeonato Brasileiro eu não falei de arbitragem não vai ser agora no final que eu vou falar. Eu sempre penso no melhor,numa boa arbitragem e o arbitro escolhido é muito bom.

Depois da eliminação da taça Libertadores, será a primeira vez que você vai encontrar com o Técnico Renato Gaúcho,como será este duelo?

R: Eu nem pensei nisso ai, são coisas do futebol o que passou ,passou. Vou encontrar com um técnico que trabalhou muito bem na Libertadores,que deu azar na final, e esta fazendo um bom trabalho no Vasco, só isso.

Você espera um jogo aberto contra o Vasco, já que o time da casa tem que vencer para sair da zona do rebaixamento e o São Paulo tem que vencer para Não depender do jogo entre Vitória e Grêmio  para continuar na liderança?

R: Os dois têm necessidade de ganhar, mas às vezes não se ganha um jogo se atirando ao ataque. Cada um tem suas características,tem equipe que joga mais do meio campo para frente como o Cruzeiro,tem outros como o meu que marcam  forte,você tem que analisar as características dos jogadores.

O jogo tem 90 minutos, você não precisa se precipitar, tudo tem sua hora e eles com certeza também sabem isso.

O Anderson conseguiu suprir a falta de André Dias no jogo contra o Figueirense e o Zé Luis já estará a sua disposição para domingo?

R: O Anderson pelo tempo que está sem jogar foi bem, ele não é libero, mas correspondeu,foi bem nas bolas aéreas. Quanto ao Zé Luis, vamos ter que esperar mais um pouco.

 

Anúncios