Ontem acompanhando o jogo entre Palmeiras e Argentino Juniors, fiquei indignado com a roubalheira que o arbitro José Buitrago, armou para cima do time Brasileiro.

Não deu um gol de Léo Lima(a bola bateu no travessão e dentro do gol).

Mandou voltar um pênalti batido por Diego Souza e ainda deu amarelo, por que o jogador ousou dar uma paradinha que deixou o goleiro argentino de quatro no chão, na repetição da cobrança permitiu que o goleiro se adiantasse uns dois metros e não mandou voltar a cobrança,e para completar a lambança ainda expulsou dois jogadores do Palmeiras.

Esse assalto de ontem me fez recordar algumas partidas entre Brasileiros e Argentinos em que os árbitros sul americanos assaltaram ou tentaram assaltar de forma acintosa as equipes tupiniquins.

A final da libertadores de 1994, quando o arbitro Ernesto Fillipi não deu um pênalti escandaloso a favor do São Paulo,favorecendo o Velez Sarsfield que depois ganhou o titulo nos pênaltis.

A primeira partida da final da libertadores de 2000, quando o Palmeiras foi assaltado por Ubaldo Aquino,que não marcou um dos pênaltis mais claros da história da competição,em cima do volante Fernando.O Boca Juniors empatou em 2 a 2 a partida e no Brasil ganhou o titulo nos pênaltis.

O primeiro jogo da semifinal da libertadores de 2005 entre São Paulo e River Plate, quando Gustavo Mendez tentou assaltar o tricolor no Morumbi mas não conseguiu evitar a vitória dos Brasileiros por 2 a 0.

Esses são apenas alguns exemplos que me vieram à cabeça, após o jogo de ontem, mas se parar para pensar, certamente acharei muitos outros assaltos contra times Brasileiros em competições sul americanas.

Anúncios