O atacante Kleber foi julgado nesta segunda-feira no STJD, por uma cotovelada que deu no jogador Asprilla do Figueirense.

Na ocasião o arbitro Leonardo Gaciba deu apenas cartão amarelo ao atacante, mas com base nas imagens da jogada, o STJD, indiciou o atacante por jogo violento contra um adversário.

Kleber foi julgado e absolvido por 3 votos a 2 pelo rigoroso tribunal.

O jogador foi ao julgamento e disse que esta acostumado a jogar duro e que o próprio atleta do Figueirense o absolveu no lance que ocasionou o indiciamento.

O mesmo STJD, que na semana passada deu 8 jogos de suspensão a Carlos Alberto do Botafogo, por ter passado a mão na bunda do zagueiro Réver, que por sua vez recebeu 3 jogos de suspensão por ter empurrado o jogador do Botafogo, gostou dos argumentos de Kleber.

O atleta foi desqualificado do artigo 254(jogada violenta) e absolvido.

Gostaria sinceramente, entender os critérios dos senhores que votam no STJD.

Um empurrão, uma passada de mão, são atos passiveis de penas severas, já uma cotovelada no rosto de um companheiro é visto como um lance casual!

Kleber já recebeu imunidade deste tal de STJD, pode usar seus cotovelos à vontade na cara dos adversários daqui por diante.

Só para lembrar, o jogador já recebeu 11 cartões amarelos e 3 vermelhos neste Brasileirão!  A única pena que cumpriu, foi a suspensão automática, disso o tribunal não tem como livrá-lo.

De hoje em diante, o STJD liberou todas as cotoveladas no campeonato, pois é só chegar ao tribunal, com cara de cachorro morto e dizer que joga duro e que da cotoveladas sem querer nos rostos dos adversários, que será absolvido.

Como  escrevi outro dia, para este tribunal dos Horrores, Cotovelada é jogada normal, empurrão é passivo de suspensão.

Como diria Boris Casoy: ISSO É UMA VERGONHA!

Anúncios